Alzheimer - Simulando a doença usando realidade virtual

Alzheimer - Simulando a doença usando realidade virtual

resumo

Afetando mais de 850 britânicos e considerado a 4ª causa de morte na França, a doença é a principal causa de demência em pessoas com mais de 65 anos.

Uma doença muitas vezes mal compreendida pela população e que não deve ser tomada de ânimo leve. A organização sem fins lucrativos Alzheimer's Research UK, que visa combater a doença mental, decidiu usar a realidade virtual como um método de conscientização. Uma ideia engenhosa que vai mostrar o que uma pessoa com a doença tem que passar no dia a dia.



Alzheimer em 3D

Projetado por meio de diferentes cenários combinando fotos reais em 360 e 3D, o aplicativo mostra situações inócuas à primeira vista mas que pode ser muito complicado quando a doença decide se envolver. Comprar, preparar chá… Tarefas triviais mas que rapidamente se tornam complexas. No Cenário 3, você tem que preparar um chá para sua filha que vai visitá-lo, o caso se complica quando fica impossível lembrar onde estão as xícaras, os saquinhos de chá ou o açúcar. Alguém poderia facilmente pensar que essas não são situações particularmente constrangedoras e incapacitantes, pois são tão simplistas, mas combinado pode representar uma verdadeira provação. E este é o ponto central da multiplicidade de cenários que, colocados de ponta a ponta, nos revela o cotidiano de um paciente.

Saúde e realidade virtual

A realidade virtual pretende revolucionar, ou pelo menos fazer a medicina evoluir. campanhas de conscientização, treinamentos, análises, são muitas as maneiras de melhorar este setor. Este aplicativo desenvolvido em parceria com o Centro de Pesquisa de Demência da UCL pretende ser o primeiro na Inglaterra, o feedback muito positivo no Google Play deve encorajar práticas desse tipo e só podemos esperar que sim.



Alzheimer - Simulando a doença usando realidade virtual

 



Adicione um comentário do Alzheimer - Simulando a doença usando realidade virtual
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.