🏆 [Comparação] Melhores fones de ouvido de realidade virtual | 2021

Quem sou
Tere Vida Mombiela
@terevidamombiela
Autor e referências

resumo

  • Comparação dos principais fones de ouvido de realidade virtual
  • Os melhores fones de ouvido de realidade virtual para suas necessidades
  • Recursos a serem considerados ao comprar um fone de ouvido VR
  • Oculus Rift S: o digno sucessor do Rift
  • HTC Vive Cosmos: um fone de ouvido com análises mistas
  • HTC VIVE Cosmos Elite: um fone de ouvido VR que prioriza a precisão
  • HTC Vive Pro: a 2ª geração para profissionais e entusiastas de RV
  • Lynx: VR e AR em um poderoso fone de ouvido autônomo
  • Sony Playstation VR, o fone de ouvido PS4 VR para gamers
  • Google Cardboard: o fone de ouvido VR mais econômico para iPhone / Android
  • Samsung Gear VR, o fone de ouvido de realidade virtual móvel de última geração (para smartphones)
  • Lenovo Mirage Solo: um fone de ouvido QHD VR autônomo
  • Dell Visor: o headset de realidade mista mais estiloso do Windows
  • ASUS HC102: o fone de ouvido de realidade mista do Windows que é verdadeiramente diferente
  • Acer Windows Mixed Reality AH101: realidade mista de acordo com a Microsoft
  • HP VR1000: o fone de ouvido WMR mais barato e potente
  • Lenovo Explorer: o fone de ouvido de realidade mista do Windows mais confortável
  • CAPACETES DE REALIDADE VIRTUAL AUTÔNOMOS
  • Pico Neo CV: o capacete autônomo e independente
  • Oculus Go: o fone de ouvido autônomo do Facebook que democratiza a RV
  • CAPACETES DE REALIDADE AUMENTADA
  • Vuzix Blade: o sucessor dos óculos AR Google Glass?
  • hololens
  • GUIA DE COMPRA DE CAPACETES DE REALIDADE VIRTUAL
  • O que é um fone de ouvido de realidade virtual?
  • Como isso funciona?
  • Qual é o ponto?
  • Como escolher seu fone de ouvido de realidade virtual?
  • tela
  • Rastreamento
  • compatibilidade
  • Conteúdo
  • Design
  • Preço
  • ACESSÓRIOS PARA CAPACETES DE REALIDADE VIRTUAL
  • Quais são os acessórios dos fones de ouvido VR?
  • Oculus Toque
  • Striker VR
  • Vive Tracker
  • Controlador Samsung Gear VR
  • Twerking Butt
  • Omni

Se você se encontra nessa comparação, é porque já ouviu falar dela. Oculus Rift, HTC Vive, Samsung VR, Playstation VR ... Todos esses são nomes que provavelmente você conhece se estiver um pouco interessado em fones de ouvido de realidade virtual. E esse é o problema: há uma infinidade deles. Entre fones de ouvido autônomos, aqueles que operam via smartphone ou mesmo modelos com tecnologia de realidade aumentada, quase nos perderíamos. Felizmente, suas andanças pela Internet o levaram ao lugar certo.





Comparação dos principais fones de ouvido de realidade virtual

Para o ajudar a encontrar o seu caminho entre toda esta diversidade de ofertas, funcionalidades e serviços, identificamos, referenciamos e comparamos todos os auscultadores VR disponíveis ou anunciados. Você vai encontrar todos eles em nossa grande mesa comparativa, um pouco mais abaixo, precedido por nossos principais headsets VR mais populares em seu setor. E se você ainda não entendeu, você sempre pode consultar nosso guia de compra dedicado a fones de ouvido de realidade virtual. Isso o ajudará a aprender mais sobre esses dispositivos, a esclarecê-lo sobre os critérios para compará-los e encontrar o fone de ouvido certo para você. 

Os melhores fones de ouvido de realidade virtual para suas necessidades

Claro que a escolha de um fone de ouvido de realidade virtual deve ser estabelecida de acordo com diferentes critérios. O preço é obviamente um fator importante que irá orientar a sua escolha, mas também e acima de tudo necessário conheça suas necessidades e o uso que deseja fazer delas. Alguns fones de ouvido são projetados para jogos e outras formas de entretenimento, enquanto outros são projetados para uso profissional.

Existem três categorias principais de fones de ouvido de realidade virtual. Fones de ouvido conectados a um PC ou console de jogos. Eles são os mais eficientes, mas também os mais caros. Fones de ouvido autônomos, mais acessíveis e mais práticos, eles são um pouco mais limitados em experiência. Finalmente, fones de ouvido VR que funcionam com um smartphone. Muito mais acessíveis, eles são, no entanto, bastante limitado, mas apresenta um bom portal para descobrir o potencial da realidade virtual.


Recursos a serem considerados ao comprar um fone de ouvido VR

A resolução da tela é um parâmetro muito importante. Quanto mais alto for, maior será a imersão. Com uma resolução bastante baixa como a de um smartphone, o efeito de grade e pixelização é significativo. Na verdade, as telas são colocadas muito próximas dos olhos. O campo de visão também é um fator significativo. Quanto mais o campo de visão é reduzido, mais importante é o efeito de "visão em túnel". Ainda não existe um fone de ouvido de RV que ofereça um campo de visão que cubra totalmente o do olho humano.


Descubra se o fone de ouvido também oferece uma escala de sala Ã© um parâmetro a ser levado em consideração para se beneficiar dos movimentos nos experimentos. Controladores e as possibilidades oferecidas por eles também são muito importantes para a interação. Fones de ouvido e controles com 6 graus de liberdade de movimento permitem realizar movimentos em seis direções diferentes e, portanto, garantem uma melhor imersão.

Em termos de conteúdo, observe que nem todos os fones de ouvido VR são compatíveis com todos os aplicativos do mercado. Por exemplo, o Oculus Rift permite que você baixe jogos da Oculus Store, enquanto o HTC Vive é limitado ao catálogo do Steam. Dependendo dos jogos e software de seu interesse, é importante verificar quais fones de ouvido são compatíveis com este conteúdo.

Observe também que, para fones de ouvido VR conectados a um PC, o poder e as características do PC devem ser levados em consideração. É bem possível que você precise turbinar seu computador com uma placa de vídeo mais potente, por exemplo, para poder usar os fones de ouvido.


Pelo contrário, se você optar por um fone de ouvido de RV autônomo, torna-se essencial verificar sua ficha técnica. o processador e RAM determinar a potência do fone de ouvido, enquanto a bateria define sua autonomia. O desempenho, portanto, varia muito de um dispositivo para outro.

Oculus Quest 2: o melhor fone de ouvido VR em todas as categorias

Com o Oculus Quest 2, disponível desde 13 de outubro de 2020, o Facebook conseguiu estabelecer sua hegemonia no mercado de fones de ouvido VR. A primeira Quest foi um ótimo produto, mas este novo modelo tem ainda mais sucesso.

Assim como a primeira Quest, esta é uma headset de realidade virtual autônomo, sem cabos e sem sensor externo, incluindo todos os componentes necessários ao seu funcionamento.


O desempenho, entretanto, é bastante aumentado. Por um bom motivo, o dispositivo está equipado com um Processador Snapdragon XR2 com 6 GB de RAM e a tela oferece uma definição de 1832 × 1920 pixels por olho. É um verdadeiro salto à frente da primeira Quest.

O design também foi revisado, com uma cor branca e o abandono total do tecido tirando a poeira de uma fachada toda de plástico. A nova pulseira, embora possa parecer mais rudimentar do que no primeiro modelo, também é muito fácil de ajustar.

Como seu antecessor, o Quest 2 também pode ser usado como um fone de ouvido PC VR graças ao cabo Oculus Link que permite a sua ligação a um computador. O dispositivo irá então usar todos os recursos da máquina para oferecer um desempenho digno de um Rift S e permitir o acesso ao catálogo completo da Oculus Store e à plataforma Steam.

Ce O fone de ouvido VR, portanto, tem algo que faz todos concordar. Além disso, o Facebook simplesmente abandonou sua gama Rift no lançamento do Quest 2, julgando que se tornara inútil.

Cereja no bolo: este novo modelo custa menos que o primeiro quando foi lançado. Ele está disponível por 349 €, que é 100 € menos que o antigo Quest.

A única desvantagem real é que é agora é obrigatório fazer login no Facebook para usar este fone de ouvido. Você será forçado a criar uma conta para entrar no VR ...

Tela: LCD
Resolução: 
1832 × 1920 pixels por olho
Taxa de atualização : 72 Hz no lançamento, em breve 90 Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Oculus Store, Steam
Sortie:
 13 de outubro de 2020
Preço: euros 349

Valve Index: o azarão do criador do Steam

 

Com o Index, a Valve colocou um verdadeiro sucesso no mercado de fones de ouvido VR. Vale lembrar que o criador do Steam já havia trabalhado com a HTC no Vive, e também é o desenvolvedor do sistema de rastreamento Lighthouse. Essa experiência permitiu que ele adquirisse conhecimento real, e isso é sentido quando revestimos o Valve Index. A construção é de alta qualidade, assim como o capacete integrado, e o conforto existe embora este dispositivo seja mais pesado que a média.

Os controladores são um dos grandes trunfos deste fone de ouvido. Eles ficam pendurados diretamente na mão, portanto, não há necessidade de segurá-los o tempo todo. Além disso, esses acessórios podem ser personalizados de acordo com o formato da sua mão. Os controles são sensíveis à pressão, o que torna os jogos de realidade virtual ainda mais envolventes.

A tela LCD oferece uma ampla variedade de taxas de atualização dependendo da potência do seu computador. No futuro, as duas câmeras e a porta de expansão USB devem permitir uma atualização de hardware do fone de ouvido, embora nada tenha sido comunicado sobre isso no momento.

Tela: LCD
FOV: 130°
Resolução: 
1440 × 1600 por olho
Taxa de atualização : 80/90/120/144 Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Vapor
Sortie:
 Junho 2019
Preço: euros 1079

 

HP Reverb G2: uma das melhores imagens do mercado

Após um primeiro contato com a realidade virtual através do headset Reverb G1, a HP retorna com seu mais recente produto, o Reverb G2. Este headset, desenvolvido em colaboração com Windows e Valve, foca na imagem para dar hoje um dos produtos com o display mais bonito. Com uma resolução de 2160 por olho, a HP deu atenção especial às suas duas telas LCD para um claro aumento na qualidade. É simples, nessa faixa de preço é o melhor do mercado. Assim como seu predecessor, ele usa Windows Mixed Reality Platform (WMR) para operar. Quanto à Valve, o fabricante da Index emprestou várias de suas tecnologias para o desenvolvimento do aparelho, inclusive os alto-falantes que ficam posicionados a poucos centímetros das orelhas para uma boa imersão.

No que diz respeito ao conforto, o ponto principal vem do ajuste mecânico da distância interpupilar (ou IPD em inglês) para que a imagem se adapte a todos os tipos de corpo. Este é um grande passo que deve eliminar os problemas de desfoque de imagem encontrados no modelo anterior. Note também que o cabo para conectá-lo a um computador tem 6 metros de comprimento, o suficiente para dar uma certa liberdade aos seus usuários, sem medo de levar o PC (ou ser desconectado).

Tela: LCD duplo
FOV: 114°
Resolução: 
2160 × 2160 por olho
Taxa de atualização : 90Hz
Rastreamento : 4 câmeras, escala de sala 6DoF
Conteúdo : Fone de ouvido e cabo de 6 m, adaptador DisplayPort para mini-DisplayPort, adaptador de energia
Sortie:
 Fim 2020
Preço: 610 euros (710 euros com controladores)

 

 

HTC Vive: um dos melhores headsets de RV para PC

Produzido por HTC e Valve, HTC Vive é inegavelmente parte do topo deste top. o características técnicas são substancialmente idênticos aos do Oculus Rift. Sua vantagem está em seu parceria com a Valve, na origem da plataforma de download de videogame Steam, um verdadeiro peso-pesado na indústria de videogame que pode trazer muitos benefícios para os usuários do Vive. Ao contrário do Rift, onde euos sensores já estavam incluídos no capacete, estes devem ser posicionados do lado de fora.

Tela: AMOLED duplo
FOV: 110°
Resolução: 
1080 × 1200 por olho
Taxa de atualização : 90Hz
Rastreamento : Escala de sala 6DoF
Conteúdo : VaporViveport
Sortie:
 Abril 2016
Preço: euros 599

 

Oculus Rift S: o digno sucessor do Rift

 

Lançado em 2016, o Oculus Rift precisava de uma atualizaçãoEste será o caso do Oculus Rift S. Este capacete concentra várias melhorias bem-vindas em relação ao seu antecessor. Em particular, há uma única oferta de tela LCD 40% mais pixels. Novas lentes também irão corrigir uma das falhas do Rift. A pulseira também foi redesenhada para ser mais confortável. Será rígido e bastante semelhante ao do PlayStation VR.

Diferença notável, o Oculus Rift S não usará escala de ambiente, mas será equipado com 5 câmeras para rastreamento. Os controladores serão muito semelhantes e oferecerão 6 graus de liberdade. Outras pequenas melhorias também estão no encontro. Observe que o catálogo Rift será totalmente compatível com o Rift S. Aqui também, um PC poderoso será necessário para operar o fone de ouvido. A data de lançamento está prevista para a primavera de 2019.

Tela: LCD
FOV: Não comunicado no momento
Resolução: 
2.560 1.440 x pixels
Taxa de atualização : 80Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Eye Shop, Steam
Sortie:
 Esperado na primavera de 2019
Preço:
 399 dólares

 

HTC Vive Cosmos: um fone de ouvido com análises mistas

 

*

Um problema que a HTC enfrentou e prometeu resolver por meio de várias atualizações. Para muitos especialistas, o fone de ouvido é considerado um excelente concorrente do Oculus Rift S. Uma escolha muito boa para jogadores que procuram uma experiência visual avançada e conforto de uso, desde que possam pagar.

Tela: LCD
FOV: Degrés 110
Resolução: 
2.880 1.700 x pixels
Taxa de atualização : 90Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Vapor
Sortie:
 3 de outubro de 2019
Preço:
 euros 799

Leia as críticas sobre o HTC Vive Cosmos

 

HTC VIVE Cosmos Elite: um fone de ouvido VR que prioriza a precisão

Com esta versão Elite, HTC retém a maioria das características do Cosmos enquanto corrige suas falhas. Portanto, temos uma tela dupla de 4,3 Hz de 90 polegadas com uma resolução de 1440 x 1700 pixels / olho.

O aparelho vem com as bases e controladores de seu antecessor, mas pode contar com um nova fachada externa. Desta forma, ganha-se precisão, mesmo que seja necessário ter um parque infantil grande o suficiente para se mover livremente.

Apesar de tudo, este fone de ouvido VR continua muito caro. Mas, para um dispositivo premium, ele pode se orgulhar de ter uma das resoluções mais altas. Além disso, vem com Assinatura de 6 meses oferecida à plataforma VivePort Infinity e com uma cópia de Half-Life: Alyx.

Tela: LCD
FOV: Degrés 110
Resolução: 
2.880 1.700 x pixels
Taxa de atualização : 90Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Vapor
Sortie:
 18 de Março de 2020
Preço:
euros 999

 

HTC Vive Pro: a 2ª geração para profissionais e entusiastas de RV

Ainda produzido pela HTC, esta nova geração de fone de ouvido VR tem melhores telas OLED, bem como um fone de ouvido de áudio integrado. Mais confortável e com melhor resolução, o HTC Vive Pro está voltado para profissionais.. O fone de ouvido já está disponível desde abril de 2018. Ele também vem com um adaptador oficial para uso sem fio. Durante a CES 2019, a HTC revelou o Vive Pro Eye: um HTC Vive Pro que oferece um sistema Eye Tracking.

Tela: OLED
FOV: 110°
Resolução: 
1440 × 1600 por olho
Taxa de atualização : 90Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Steam, Viveport
Sortie:
 Abril 2018
Preço: euros 1399

 

Lynx: VR e AR em um poderoso fone de ouvido autônomo

 

 

Lynx é um fone de ouvido francês que oferece realidade virtual e realidade aumentada. Este headset de realidade mista autônomo é o primeiro a apresentar o processador Snapdragon XR2. Este processador é simplesmente duas vezes mais poderoso do que aquele embutido no Oculus Quest, o que significa o potencial oferecido pelo fone de ouvido Lynx. Do lado da tela, o desempenho também faz parte do jogo com suas duas telas LCD de 1.600 x 1.600 pixels e uma taxa de atualização de 90 Hz. Lentes inovadoras também são usadas.

O Lynx também é o primeiro fone de ouvido autônomo a oferecer elementos virtuais foto-realistas que são sobrepostos ao ambiente graças a essas 6 câmeras que são usadas tanto para rastreamento quanto para realidade mista. O capacete também usa tecnologia Eye-Tracking e um módulo 5G para conectividade extremamente rápida. Com um preço inicial de $ 1.499, o fone de ouvido é destinado principalmente a profissionais. Ele será lançado no segundo trimestre de 2020.

Tela: LCD
FOV: Degrés 90
Resolução: 
1.600 1.600 x pixels
Taxa de atualização : 90Hz
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Profissional
Sortie:
 Segundo trimestre de 2020
Preço:
 1.499 dólares

Sony Playstation VR, o fone de ouvido PS4 VR para gamers

 

Não é apenas o PC na vida. Existe também o Playstation. Os jogadores de console podem estremecer com a superabundância de fones de ouvido VR para PCs. Que eles parem, porque o Playstation VR de Sony foi especialmente projetado para o PS4, e não tem nada a invejar de seus concorrentes. Muito bem feito, tem a vantagem ser o único compatível com o Playstation no momento. Desvantagem: provavelmente não é compatível com mais nada ...

Deploramos também uma qualidade de imagem inferior à oferecida pelos fones de ouvido para PC, um sistema de rastreamento e controladores que deixam a desejar ou a impossibilidade de jogar em pé. Apesar de tudo, graças à compatibilidade com o PS4 e a um catálogo de jogos muito bom, o PSVR é o fone de ouvido de realidade virtual “high-end” mais vendido até hoje muito à frente do Rift e Vive.

Tela: OLED
FOV: 100°
Resolução: 
960 × 1080 por olho
Taxa de atualização : 90Hz
Conteúdo : PlayStation Store
Sortie:
 novembro 2017
Preço: euros 159,90

 

Google Cardboard: o fone de ouvido VR mais econômico para iPhone / Android

Normalmente, do ponto de vista do produto, você deve ter entendido porque o Google Cardboard é o mais barato do mercado. É vendido a 30 €, mas pode ser encontrado em 2 € apenas. Como resultado, você não deve esperar um produto de alta qualidade. A qualidade de imagem oferecida por nossos smartphones ainda não está lá e a imersão do capacete deixa muito a desejar, devido em particular à falta de ajustes que permitem a filtragem da luz pelas laterais. Também não é o modelo mais confortável. Em suma, um capacete econômico que é especialmente interessante para quem gostaria de testar a realidade virtual sem colocar muita mão na carteiraou para desenvolvedores que desejam criar aplicativos 3D e testá-los rapidamente.

Samsung Gear VR, o fone de ouvido de realidade virtual móvel de última geração (para smartphones)

 

Aqui entramos na parte dos fones de ouvido de realidade virtual, o que significa na verdade é o seu smartphone que dá a ilusão de 3D. Embora a maioria desses modelos ofereça qualidade de imagem perfeita, o Gear VR da Samsung aposta na qualidade. Disponível por cem euros, oferece boa imersão e boa capacidade de resposta mas só é compatível com os Samsung Galaxy S6, S7, Note 5 e 7. Tem ainda a vantagem de oferecer acesso à Oculus Store.

Em março de 2017, a Samsung apresentou um nova iteração de seu Gear VR para acompanhar o lançamento de seu novo carro-chefe, o Galaxy S8. O capacete não muda drasticamente, mas agora será entregue com um controlador bluetooth.

 

Lenovo Mirage Solo: um fone de ouvido QHD VR autônomo

Na verdade, este headset Lenovo VR é longe de ser perfeito. Portanto, ele sofre de um ecossistema de aplicativos particularmente pobre. Além disso, a superfície da área de rastreamento é limitada a apenas 1 m2.

Apesar de tudo, o dispositivo oferece em troca mais do que características interessantes para um modelo autônomo. Assim, nos beneficiamos de um sistema com 6 graus de liberdade, Som 3D, um campo de visão de 110 graus, bem como uma tela QHD (2560 x 1440).

Também inclui Google Daydream que permite o acesso a muitos conteúdos de RV, incluindo vídeos no YouTube. No entanto, poucos deles oferecem suporte ao rastreamento de posição. Assim, a bela ficha técnica deste modelo permanece bastante inexplorada na prática.

Finalmente, notamos um 3 h de autonomia.

Tela: LCD
FOV: 110°
Resolução: 2560 x 1440
Sortie: 
Preço: De €

Dell Visor: o headset de realidade mista mais estiloso do Windows

Sem duvida, o Dell Visor será o capacete o mais esteticamente cuidado da faixa de Realidade Mista do Windows. É equipado com um faixa de suor que apóia a parte frontal e posterior da cabeça. Mais higiênico do que uma faixa de cabeça clássica, o interior do capacete é fácil de limpar após cada uso.

A Dell encontrou a solução em problema recorrente com fones de ouvido VR, Nomeadamente cabos que se entrelaçam nas pernas dos usuários. Com o apertar de um botão, você pode decidir passar o cabo para a frente ou para trás, para que nunca tropece. Disponível no final do ano para euros 510. Esperançosamente para a Dell, o atraso não será muito difícil de acompanhar em comparação com outras marcas que já lançaram seus próprios fones de ouvido WMR, como Acer por exemplo.

Tela: LCD
Cabo: 4 metros
FOV: 105°
Resolução: 2880 x 1440
Sortie: 17 de outubro de 2017
Preço: De € 510

ASUS HC102: o fone de ouvido de realidade mista do Windows que é verdadeiramente diferente

Tela: LCD
Cabo: 4 metros
FOV: 105°
Resolução: 2880 x 1440
Sortie: Primavera 2018
Preço: De € 449

 

Acer Windows Mixed Reality AH101: realidade mista de acordo com a Microsoft

nova atualização sons do sistema operacional janelas 10A Microsoft conta com realidade virtual e realidade aumentada. Para apoiar os desenvolvedores, a firma Redmond, em parceria com o fabricante Acer oferece uma edição para desenvolvedores de um headset de realidade mista. O dispositivo tem dois monitores de cristal líquido com resolução de 1440 × 1440 pixels cada um Taxa de atualização de 90 Hz (nativa). 

Tela: LCD
Cabo: 4 metros
FOV: 105°
Resolução: 2880 x 1440

HP VR1000: o fone de ouvido WMR mais barato e potente

Si Capacetes WMR são mais parecidos que os outros, a HP ainda conseguiu se destacar graças a um argumento de choque: um preço inferior ao da concorrência. De fato, fones de ouvido da Asus, Acer e Lenovo estão em euros 449 contra apenas 349 euros por este capacete WMR. A HP também ganha pontos pela qualidade dos materiais usados ​​na fabricação do produto. Assim como o Dell Visor, a faixa de cabeça do fone de ouvido é totalmente coberta com uma lã que absorve o suor. Além disso, para questões práticas, O cabo HDMI pode ser desconectado para armazenamento. Um capacete sólido, de boa qualidade e mais barato que a concorrência, lançado no final de 2018

Tela: LCD
Cabo:
4 metros
FOV:
105°
Resolução:
2880 x 1440
Sortie: 
Disponível
Preço:
De € 349

 

Lenovo Explorer: o fone de ouvido de realidade mista do Windows mais confortável

Mais uma vez, todos os capacetes WMR são parecidos, difíceis de distinguir, especialmente com especificações idênticas. No entanto, este fone de ouvido de realidade virtual oferece uma faixa de cabeça totalmente acolchoada para maior conforto do usuário. Sempre com a ideia de melhorar a experiência de jogo, a marca decidiu integrar mais ventilador em seu capacete para melhor circular o ar e consequentemente suar menos durante as sessões de jogo.

Tela: LCD
Cabo:
4 metros
FOV:
105°
Resolução:
2880 x 1440
Sortie: 
Disponível
Preço:
De € 349

 

CAPACETES DE REALIDADE VIRTUAL AUTÔNOMOS

Pico Neo CV: o capacete autônomo e independente

Recém-chegado ao mercado de fones de ouvido VR, o chinês Pico optou por desferir um golpe, oferecendo um capacete completamente autônomo. Esqueça o PC e seu fio de cabos ou o smartphone e sua autonomia média. O Pico aposta num capacete que a maior parte do hardware foi realocado para um controlador com fio conectado aos fones de ouvido. Virando sob um fork d'Android, o Pico Neo CV deve ser capaz de se beneficiar dos aplicativos VR disponíveis na PlayStore, bem como de software dedicado. Note que, não contente em ser independente, o Pico Neo pode também estar conectado a um PC para aproveitar o kit de rastreamento desenvolvido pela marca. 

Tela: AMOLED
FOV: 102°
Resolução: 
1500 × 1500 por olho
Taxa de atualização : 90Hz
Processador : Snapdragon 820 + 4Go RAM
Espaço de armazenamento : MicroSD de até 128 GB
autonomia : 2,5 horas
Rastreamento : 6DoF
Conteúdo : Google Play
Sortie:
 Janeiro 2017
Preço: 295 dólares

Oculus Go: o fone de ouvido autônomo do Facebook que democratiza a RV

 

O Oculus Go é um fone de ouvido de RV autônomo, que funciona sem a necessidade de estar conectado a um PC ou smartphone. Todos os componentes necessários ao seu funcionamento estão a bordo. Além disso, ao contrário para o capacete Rift, as amarrações Go são feitas inteiramente de tecido, o que é muito confortável de usar.

O Oculus Go é um muito bom casque VR autônomo, talvez até ao melhor. Perfeito para pequenas bolsas que querem se aventurar na realidade virtual a um preço mais baixo. O Facebook ganhou a aposta de um fone de ouvido de realidade virtual com louvor. Tenha cuidado, no entanto, fones de ouvido de realidade virtual autônomos ainda não são tão bons em termos de gráficos e imersão quanto capacetes de alta qualidade tal como HTC Vive et Oculus Rift. Sem dúvida, o lançamento deste fone de ouvido marcou o ano de 2018 no que diz respeito ao democratização da RV.

Tela: LCD
Cabo: 
sem cabo
FOV: 110°
Resolução: 
1440 p
Sortie: 
Disponível
Go eye Prix versão 32GB Ã  219€/ versão 64GB Ã  269€
autonomia : duas horas para videogames, duas horas e meia para vídeo 360 °

Oculus Quest: um Oculus Rift sem fio e sem PC

O Missão Oculus apresentado pela Facebook vai sair em Mola 2019. Ele terá o mesmo catálogo de jogos do Rift. Uma verdadeira revolução no mundo da RV, finalmente teremos um headset de realidade virtual de última geração que funcionará sem fio e sem um PC. UMA Oculus Rift autônomo. Ele virá com dois controladores que fornecem 6 graus de liberdade de movimento.

Tela: OLED
Cabo:
 USB-C
FOV:?
Resolução: 
1600 × 1400 por olho
Sortie: 
Primavera 2019
Preço do Oculus Quest: 399 dólares
autonomia :?

HTC Vive Focus: o headset HTC VR autônomo de última geração

 

Disponível desde o início de 2018 na China, o HTC Vive Focus finalmente foi lançado globalmente em novembro de 2018. No entanto, no momento, ele é oferecido apenas como uma edição para desenvolvedores.

É um fone de ouvido VR autônomo com uma tela AMOLED de definição de 3K. Ele obtém sua potência de um processador móvel Snapdragon 835. Seu ponto forte é um sistema de rastreamento de dentro para fora (sem sensores externos) 6DoF (seis graus de liberdade de movimento). Na verdade, esse dispositivo se apresenta mais como um concorrente do Oculus Quest do que como um rival do Oculus Go. Os aplicativos são adquiridos na Viveport, a loja de conteúdo criada pela HTC.

Tela: AMOLED
FOV: 110°
Resolução: 
2880 × 1600
Taxa de atualização : 75Hz
Processador : Snapdragon 835
Espaço de armazenamento : MicroSD até 2 TB
autonomia : 3 horas
Rastreamento : 6DoF de dentro para fora
Conteúdo : Viveport
Cabo: USB-C
Sortie:
 novembro 2018
Preço: euros 649

CAPACETES DE REALIDADE AUMENTADA

Vuzix Blade: o sucessor dos óculos AR Google Glass?

Desde o aparecimento de Google Vidro, o mundo da tecnologia começou a sonhar com uma quimera que leva o nome de “óculos de realidade aumentada”. Apresentado na CES 2018, a lâmina Vuzix poderia muito bem ser o Grall muito esperado do mundo AR. Em parceria com a Amazon, os óculos integram o assistente inteligente Alexa. Eles são capazes de exibir várias informações sobre as lentes, como a trilha do GPS e certas notificações do telefone, como SMS e chamadas.

Tela: LCD
Câmera : 8 Megapixel
FOV: ?
Resolução: ?
Peso: 85 gramas
Sortie: 2018 atual
Preço: A partir de $ 1000

HoloLens da Microsoft: o fone de ouvido de realidade aumentada

Precisávamos conversar sobre isso. Mesmo que esta comparação seja principalmente dedicada a fones de ouvido de realidade virtual, o dispositivos de realidade aumentada existem e são falados nas mesmas áreas (videogames, você adivinhou). Neste setor, é difícil não perceber oHoloLens, o fone de ouvido criado pela Microsoft. Aqui, a imagem virtual é adicionada à realidade, dando a impressão de evoluir no meio de hologramas particularmente realistas. Difícil saber todas as possibilidades em termos de videogames, mesmo que um esporte publicitário já tenha nos deixado ver uma versão do Minecraft em realidade aumentada.

Magic Leap One: os tão esperados óculos de realidade aumentada

 

a empresa desenvolve desde 2011 um projeto secreto de óculos de realidade aumentada. Depois de vários eventos de arrecadação de fundos, cada um mais incrível que o anterior, a empresa prometeu maravilhas para esses novos óculos aumentados. Desde agosto de 2018, o Magic Leap One está finalmente disponível nos Estados Unidos. No final das contas, o dispositivo não é tão convincente quanto o esperado. Ele pesca em particular por um campo de visão decepcionante. No entanto, são principalmente os aplicativos e o conteúdo que os desenvolvedores criarão para este fone de ouvido que determinarão seu sucesso comercial em um lançamento global.

GUIA DE COMPRA DE CAPACETES DE REALIDADE VIRTUAL

O que é um fone de ouvido de realidade virtual?

E se tivéssemos um bom começo? O que é um fone de ouvido VR, por exemplo? No jargão, VR (às vezes referido como RV, porque falantes de inglês sempre fazem tudo ao contrário) refere-se à tecnologia de Realidade virtual.

Pare imediatamente se começar a pensar sobre a Matrix. Lembra dos capacetes que oferecem uma visão de realidade virtual tridimensional e imersiva de quando você era pequeno? Bem, é isso. O conceito não é novo, pois a maioria dos geeks já deve ter experimentado o Virtual Boy, um dos primeiros headsets de RV da Nintendo… em 1995. Hoje não estamos mais lá. A tecnologia permite criar um ambiente virtual realista e (quase) livre de latência, o que explica o excesso de oferta.

Como isso funciona?

Sem surpresa, a impressão 3D é simulada por um ligeiro deslocamento de certos elementos da imagem em cada um dos dois olhos. Isso é suficiente para dar ao usuário a impressão de estar em outro lugar, uma realidade fictícia. Adicionando detectores de movimento no processo, até se torna possível visite este universo virtual e explore cada canto dele. Por muito tempo, o principal problema desse tipo de aparelho era a latência entre o movimento da cabeça e a reação da imagem. Hoje, esse atraso foi reduzido tanto que fica imperceptível, criando a ilusão de uma verdadeira realidade.

Dito isto, nem todos os fones de ouvido de realidade virtual funcionam da mesma forma. Alguns até diferem radicalmente de outros. Geralmente, podemos dividi-los em três grandes famílias :

Fones de ouvido VR para PC e console

- Os fones de ouvido para PC VR são os dispositivos mais populares entre o público em geral. Como exemplo, podemos citar o Oculus Rift, o HTC Vive ou o PlayStation VR. Esses capacetes conectar a um computador ou console para explorar seus recursos: processador, placa gráfica, espaço de armazenamento ... de fato, esta categoria de dispositivos é a que oferece mais desempenho. Infelizmente, também é o mais caro. Esses fones de ouvido de última geração não são apenas caros, mas também exigem um PC poderoso para funcionar.

Papelão ou fones de ouvido VR para smartphones

- Por outro lado, encontramos os chamados sistemas de papelão. Esses capacetes são muito mais acessível do que as de outras categorias, uma vez que eles não incorpore nenhuma tecnologia. O princípio é usar o smartphone do usuário como uma tela de fone de ouvido VRA estrutura do papelão permite que o telefone seja colocado na frente dos olhos do espectador e separe a imagem recebida em duas. Com a ajuda de um aplicativo especial, que irá transmitir duas imagens ligeiramente deslocadas, encontramos a ilusão do 3D dos fones de ouvido clássicos de RV. Os detectores de movimento e o giroscópio do telefone completam a imersão para imergir o usuário em sua realidade virtual. Se esses dispositivos são muito mais acessíveis e fáceis de usar do que a primeira categoria, não é surpreendente perceber que seus desempenhos são menos impressionantes e menos orientados para jogos. De qualquer forma, com o surgimento de fones de ouvido autônomos de RV, o IDC prevê o fim iminente dessa categoria de dispositivos.

Fones de ouvido VR “autônomos”

- Fones de ouvido de VR autônomo são a mais nova categoria de fones de ouvido de VR. Estes são dispositivos "tudo-em-um" que trabalhar sem precisar estar conectado a um computador ou smartphone. A tela, processador, placa gráfica, bateria, espaço de armazenamento e até mesmo o sistema de rastreamento estão diretamente a bordo. Este tipo de dispositivo é, portanto, muito mais fácil e confortável de usar. Basta colocar o fone de ouvido na cabeça para mergulhar na RV. Também é uma solução mais acessível, já que não há necessidade de investir em smartphone ou PC. No momento, a qualidade gráfica é inferior à dos fones de ouvido para PC. No entanto, a tecnologia está avançando rapidamente. Daqui a alguns anos, é provável que headsets independentes rivalizem com os melhores headsets para PC disponíveis atualmente.

Qual é o ponto?

Para que serve um console de videogame? Para se divertir, simplesmente. Na mesma linha, o fone de ouvido de realidade virtual é o fantasia de cada jogador por décadas. Não é difícil entender todo o potencial que eles oferecem à indústria de filmes ou videogames em termos de imersão. Esses dispositivos tornam possível "mergulhar" em um videogame e oferecem novas possibilidades de jogabilidade que os desenvolvedores estão apenas começando a explorar.

No entanto, não é apenas o mundo do entretenimento que esta tecnologia interessatreinamento Ã© um dos círculos mais afetados por esses dispositivos. Já existem vários aplicativos de treinamento hoje na indústria pesada ou operações perigosas. Já os bombeiros, assim como todos os que trabalham na área de centrais nucleares, refinarias ou plataformas de petróleo.

Em o setor de educação escolar, VR também é cada vez mais usado. Ele permite, por exemplo, reviver cenas da história, realizar experimentos de física / química em um laboratório virtual ou explorar diferentes regiões geográficas sem sair da sala de aula.

A realidade virtual também é amplamente utilizada no setor saúde. Foi descoberto que a RV pode substituir a anestesia, permitindo que o paciente se distraia durante uma operação. Também pode permitir que médicos e cirurgiões treinem em condições realistas.

Outro setor profissional que se interessa por fones de ouvido VR é o de a distribuição. Agências imobiliárias, por exemplo, já começaram a oferecer tours de apartamentos sem se mexer da cadeira, tudo por meio de fones de ouvido de realidade virtual. Na mesma linha, os arquitetos podem apresentar seu projeto aos seus clientes antes mesmo de iniciar a primeira obra. Também há rumores de que as agências de viagens podem oferecer passeios 3D de hotéis ou locais turísticos para as partes interessadas.

Em o setor imobiliário, mais e mais agências estão usando a RV para mostrar as propriedades de seus clientes. No jornalismo, a realidade virtual está acostumada a crie documentários e relatórios envolventes mais propensos a gerar empatia do espectador do que a mídia tradicional.

Como você pode ver, os headsets de realidade virtual estão encontrando seu caminho em todos os setores. Esta tecnologia está destinada a mudar o mundo. Apesar de tudo, por enquanto, as duas principais áreas de aplicação são videogames e pornografia. De fato, no campo dos filmes X, a RV permite que o espectador mergulhe em uma cena para vivenciá-la em primeira pessoa. Esse tipo de conteúdo tem tido um sucesso incrível, tanto que a indústria agora está investindo somas colossais nele.

Como escolher seu fone de ouvido de realidade virtual?

São apenas fones de ouvido de realidade virtual, há muitos deles. Além da tecnologia utilizada, a compatibilidade dos aparelhos, o conteúdo oferecido e o preço costumam ser diferentes de um modelo para outro. Não basta ter um quadro comparativo à sua frente, você ainda precisa conhecer os diferentes critérios de seleção.

tela

O a tela é uma das partes mais importantes de um fone de ouvido de RV, pois representa a porta que permitirá ao usuário entrar na realidade virtual. Embora uma boa tela dê a você a ilusão de estar imerso em outra realidade, uma tela ruim pode causar náusea ou dor de cabeça.

Vários elementos devem ser levados em consideração. Em primeiro lugar, definição de tela. Este é o número de pixels que a tela é capaz de exibir. Quanto mais alta a definição, mais detalhada é a imagem.

Devemos também levar em consideração o FoV (campo de visão), que é simplesmente traduzido por campo de visão. Como você pode ver, o FoV determina o campo de visão coberto pelo fone de ouvido VR e, portanto, a quantidade de elementos que o usuário pode ver simultaneamente. Com o FoV muito baixo, o usuário provavelmente verá o mundo real nas laterais da tela. Ao contrário, um grande FoV garante uma exibição mais realista e máxima imersão.

Enfin, a taxa de atualização da tela é muito importante. Esta é a frequência com que a tela muda as imagens. A exibição será, portanto, mais suave e mais detalhada se esta taxa for mais alta.

Rastreamento

O sistema de rastreamento de um fone de ouvido VR determina como os movimentos e a posição do usuário serão rastreados. A primeira geração de fones de ouvido VR (Oculus Rift, HTC Vive, PSVR…) foi baseada em sensores externos para serem colocados na sala.

No entanto, fones de ouvido mais recentes como o Oculus Quest contam com um sistema de rastreamento de dentro para fora. Isso significa que o rastreamento é fornecido por sensores e câmeras diretamente integrados no capacete. Portanto, não há mais necessidade de sensores externos.

On distingue o rastreamento 3DoF do rastreamento 6DoF. O rastreamento 3DoF oferece liberdade de movimento a 3 graus, enquanto o rastreamento 6DoF estende essa liberdade a seis graus. As possibilidades de interação e a sensação de imersão são, portanto, claramente maiores no segundo caso.

Porém, tenha cuidado: alguns capacetes oferecem um sistema de rastreamento 6DoF, mas seus controladores são limitados a 3DoF. O usuário pode, portanto, mover sua cabeça livremente, mas as interações com o controlador são severamente limitadas.

Finalmente, os melhores fones de ouvido de realidade virtual como o HTC Vive e o Oculus Rift oferecem um rastreando ”Escala da Sala“ a 360 graus. Isso significa que o usuário pode se mover livremente pela sala e até mesmo se virar. Seus movimentos continuarão a ser seguidos e transcritos na RV. Em geral, Room-Scale requer vários sensores colocados ao redor da sala ou rastreamento do tipo Inside-Out.

compatibilidade

Isto é o ponto para olhar primeiro. Os jogadores já sabem que, antes de comprar um jogo, existem algumas verificações que precisam ser feitas. A compatibilidade com seu console ou a configuração mínima exigida por seu computador são os exemplos mais reveladores. O mesmo processo deve ser aplicado antes de comprar um fone de ouvido de realidade virtual.

Alguns modelos só serão compatíveis com certas máquinas. O Sony Morpheus é ideal para jogadores de PS4, por exemplo, enquanto o Oculus só funcionará em bicicletas com Windows 7, pelo menos. Da mesma forma, dependendo do tamanho de certos cartões, nem todos os smartphones serão compatíveis com todos os modelos. Por isso, não podemos ajudá-lo. Cabe a você verificar com quais capacetes seu equipamento é compatível.

Conteúdo

Quem disse que diferenças nas marcas significam diferenças nos serviços. Aqui está o parque de aplicações oferecido isso terá que ser monitorado, porque de um meio para outro não será necessariamente o mesmo.

Você tem que saber que a Oculus é atualmente o único fabricante a oferecer um catálogo de videogames exclusivos por seus vários capacetes. Por sua vez, a Valve permite o acesso ao catálogo SteamVR a todos os diferentes fones de ouvido para PC. Se quiser ter acesso a todas as aplicações, é melhor optar por um Oculus Rift.

A escolha é um pouco mais fácil nos fones de ouvido móveis, pois os aplicativos compatíveis dependem do smartphone (que normalmente já deve estar em sua posse). No entanto, apenas smartphones Samsung podem acessar o catálogo da Gear VR Oculus Store, e apenas smartphones “Daydream-Ready” podem acessar o catálogo de aplicativos da plataforma Google Daydream.

Design

O design de um fone de ouvido VR pode variar enormemente, não apenas do ponto de vista estético, mas também funcionalmente.

Fone de ouvido VR básico

Assim, os modelos mais acessíveis vêm na forma de um par de lentes retidas por uma estrutura Ã s vezes feito de papelão. Um smartphone irá grudar nas lentes.

Nesta categoria, obviamente, contamos o Google Cardboard. Se estes dispositivos podem ser adquiridos por alguns euros, é de notar que oferecem funcionalidades muito limitadas, especialmente o Visualização de vídeo em 360 °. Além disso, eles não são muito confortáveis ​​e não adequados para uso prolongado.

Fone de ouvido VR de médio alcance

Enquanto o Google Cardboard simplesmente atua como uma capa de realidade virtual para um smartphone, um fone de ouvido de médio porte oferecerá recursos mais avançados. Assim, alguns incluem sensores adicionais ou até telas integradas.

Aqui, estamos falando de dispositivos do tipo Samsung Galaxy Gear VR ou Homido. Ao contrário de modelos baratos ou modelos de faixas mais altas, a qualidade da construção varia enormemente de um produto para outro. Portanto, será necessário experimentar um dispositivo ou pelo menos ver testes antes de comprar um.

Fone de ouvido VR de última geração

Finalmente, existem os modelos vendidos a preços elevados que oferecem uma experiência que excede em muito as capacidades de cálculo de um smartphone. Contamos aqui o Oculus, HTC Vive e outros PlayStation VR.

Até agora, apenas esses capacetes oferecem um rastreamento de posição, os melhores gráficos e telas com alta resolução. Além disso, são mais confortáveis.

Preço

Obviamente, o preço dos fones de ouvido VR é um critério a ser levado em consideração. Um pequeno conselho a dar aqui: analise seu orçamento e ajuste sua escolha de acordo. Se você quer apenas experimentar a realidade virtual, não precisa correr para os modelos mais sofisticados. Por outro lado, se você tem certeza de que deseja usar seus fones de ouvido diariamente para puro jogo, um fone de ouvido para PC é preferível para não ficar desapontado com o desempenho.

Em geral, headsets para PC e console são os mais caros, e fones de ouvido para smartphones são os mais baratos. Fones de ouvido independentes, por outro lado, não exigem a compra de um console, PC ou smartphone e, portanto, são mais acessíveis se você não tiver o equipamento necessário para outros tipos de dispositivos.

Um bônus deve ser adicionado a todos os acessórios fornecidos para o tipo de capacete. Um controlador, luva ou máscara pode aumentar drasticamente a experiência de jogo, mas adiciona alguns números à classificação. O ideal é que a compra seja planejada antes de receber o capacete.

ACESSÓRIOS PARA CAPACETES DE REALIDADE VIRTUAL

Quais são os acessórios dos fones de ouvido VR?

Oculus Toque

Nome da empresa : Oculus VR

Apoio : Oculus Rift

Descrição : O Oculus Touch é um produto compatível com a versão comercial do Rift. É um par de controladores colocados em cada uma das mãos e atuando como um detector de movimento para melhorar a imersão dos usuários.

Preço: euros 119

Data de ordenação: 6 décembre 2016

Striker VR

Nome da empresa : Striker VR

Apoio : Oculus Rift e HTC Vive, potencialmente outra compatibilidade

Descrição : O Striker VR Riffle, como o nome sugere, é um rifle de assalto com tecnologia de feedback tátil que promete proporcionar uma imersão incomparável em jogos de tiro.

Preço: ainda desconhecido, as encomendas devem começar no segundo trimestre de 2017

Data de ordenação: Ainda desconhecido

Vive Tracker

Nome da empresa : HTC

Apoio : HTC Vive

Descrição : O Vive Tracker é um acessório a ser instalado em um objeto e que permitirá que ele seja rastreado para que seja convertido em um objeto com o qual possamos interagir em RV.

Preço: euros 119

Data de ordenação: 27 de Março de 2017

Controlador Samsung Gear VR

Nome da empresa : Samsung

Apoio : Gear VR 2016 e 2017

Descrição : O controlador bluetooth da Samsung vem com a versão 2017 de seu Gear VR. No entanto, os proprietários de gerações anteriores do capacete podem adquiri-lo sozinhos. O controlador propõe deportar os botões localizados na borda do fone de ouvido Gear VR: há, portanto, um touchpad direcional, que esconde quatro botões direcionais, um botão de voltar e uma tecla de início, dois botões de ajuste de volume e um gatilho, não está presente em capacetes. Por fim, o controlador aloja um sensor de movimento além dos presentes no capacete para melhorar a sensação de imersão.

Preço: o controlador Samsung está disponível sozinho a um preço de 39 euros.

Data de ordenação: disponível

Twerking Butt

Nome da empresa : Pornhub

Apoio : Cyberskin VR (e possivelmente outros fones de ouvido móveis, a serem confirmados)

Descrição : Twerking Butt redefine a própria essência da pornografia virtual. Este é um par robótico de nádegas que simula posteriores autênticos. Textura da pele, temperatura, massageador, vibrador, Twerking ... tudo foi feito para ser realista

Preço: o Twerking Butt está disponível em duas versões: 499 € para a versão clássica e 799 € para a versão deluxe, a única a ter a função de twerking.

Data de ordenação: disponível

Omni

Nome da empresa : Virtuix

Apoio : Oculus Rift, HTC Vive e alguns fones de ouvido móveis via Omni Bluetooth

Descrição : O Omni mat coloca o jogador no centro da ação, permitindo que ele se sente, caminhe, corra e pule na vida real para que o jogo execute seus movimentos

Preço: 640 € para o conjunto de tapetes, par de sapatos, rastreadores para calçar os sapatos, o cinto de segurança

Data de ordenação: Dezembro 2015

👓 O que é um fone de ouvido de realidade virtual?

Um fone de ouvido de realidade virtual é um dispositivo usado como uma máscara e que coloca uma tela bem na frente dos olhos. Isso permite que o usuário esteja imerso em um conteúdo multimídia que ocupa toda a sua visão. A realidade percebida pelo olho humano é substituída pelo que é transmitido pela tela do capacete. Se hoje a realidade virtual é frequentemente associada aos videogames, ela é utilizada por outros setores. Assim, diferentes categorias de profissionais o utilizam para treinamento ou terapia, entre outras coisas.

📦 Quais são os diferentes tipos de fones de ouvido de realidade virtual?

Com o tempo, os fones de ouvido de realidade virtual evoluíram para se diferenciar em duas categorias principais. Por um lado, existem fones de ouvido conectados a um computador ou console de jogo. Eles incorporam uma tela e sensores para posicionar o capacete no espaço. O computador cuida de toda a parte do cálculo. Do outro lado estão os capacetes autônomos. Eles também integram todos os componentes necessários, como processadores, memória e bateria. Seu poder é geralmente menos eficiente do que o de um PC equipado para realidade virtual. No entanto, eles oferecem mais liberdade. Antes, alguns fones de ouvido eram apenas caixas com lentes feitas para acomodar smartphones.

🎮 Posso executar todos os jogos em todos os fones de ouvido?

Os videogames projetados para realidade virtual são, por natureza, bastante exigentes em desempenho. Eles geralmente precisam de uma máquina bem equipada com componentes como um processador poderoso e uma placa gráfica. Assim, tendo um computador com configuração de jogador e um fone de ouvido de realidade virtual conectado ao PC, todos os jogos serão capazes de rodar nele. Por outro lado, os fones de ouvido independentes ainda não oferecem esse nível de desempenho e são limitados por seus componentes que são equivalentes aos encontrados em smartphones de última geração. Nem todos os jogos serão oferecidos nesses modelos.

💸 Qual é o preço médio de um fone de ouvido de realidade virtual?

Os fones de ouvido de realidade virtual têm preços variáveis. Além disso, é importante definir o uso que você deseja fazer dele antes de ir para a caixa de compras. Dependendo se você deseja a melhor definição de imagem, poder usá-la em qualquer lugar e a qualquer hora, ou apenas brincar na sua sala, o preço pode ir de um para o dobro. Em geral, o preço do aparelho sobe de acordo com a qualidade da tela. Grandes resoluções, como as oferecidas pelos fones de ouvido do fabricante chinês Pimax, terão um preço alto, já que a Oculus consegue vender seus fones de ouvido independentes por um preço muito competitivo. Conte de 250 a 300 euros para o primeiro preço e 1000 a 1500 euros para o topo da gama.

🤔 Quais são as restrições da realidade virtual?

Embora a realidade virtual seja um campo em rápida evolução ultimamente, ela não escapa de algumas limitações que impedem sua adoção em massa. O preço pode parecer alto em primeiro lugar, especialmente para fones de ouvido que requerem um computador com uma configuração lateral poderosa. O outro fator citado com mais frequência é a náusea causada pelo movimento da imagem associado ao enjôo. Por fim, a definição das telas ainda não cabe ao olho, que percebe todos os defeitos de tão perto.



Adicione um comentário do 🏆 [Comparação] Melhores fones de ouvido de realidade virtual | 2021
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.