Navios de carga não tripulados pilotados em realidade virtual chegarão em breve

Quem sou
Alejandro Crespo Martínez
@alejandrocrespomartinez
Autor e referências

resumo

  • Navios sem marinheiros pilotados em realidade virtual
  • Navios inteligentes pilotados em VR

90% do transporte de mercadorias passa por barcos. O comércio marítimo é enorme e os portos tornaram-se verdadeiros monstros em termos de comércio, logística e economia. O custo de uma tripulação representa uma parte significativa do custo de transporte. Daí a ideia de substituir os homens a bordo pela eletrônica e pela pilotagem remota graças à realidade virtual. Um único homem para comandar, em realidade virtual, várias naves. Uma certa economia e um equilíbrio ecológico positivo já que esses cargueiros serão elétricos. Atualização sobre essas futuras embarcações pilotadas em VR.



Navios sem marinheiros pilotados em realidade virtual

Aviões drones pilotados em realidade virtual, usados ​​principalmente para fins militares, existem há anos e são perfeitamente desenvolvidos. Os carros autônomos também são muito avançados e podem ser totalmente autônomos e não tripulados em segurança. Essas duas tecnologias avançadas existem e podem ser adaptadas aos navios. Em todo caso, é o que pensa a empresa norueguesa "Kongsberg", que anunciou o desenvolvimento de um cargueiro elétrico autônomo e pilotado remotamente usando realidade virtual.

Concretamente, o porta-contêineres será embalado com sensores, câmeras, sonar, sistema GPS, sistemas infravermelhos e sistema de comunicação por satélite. Todas as informações serão enviadas para um sistema de controle remoto.

Navios inteligentes pilotados em VR

Essas naves serão inteligentes e autônomas. Eles trocarão sua posição, velocidade e todos os dados da embarcação em tempo real com o cockpit remoto. Eles poderão, graças ao seu sonar, identificar qualquer obstáculo, outra embarcação ou mesmo um iceberg e avisar instantaneamente o piloto remoto. O piloto, que estará em terra firme e a milhares de quilômetros de distância, poderá assumir o controle do navio como se estivesse na sala de controle. Graças às câmeras, ele poderá ver toda a nave em seu fone de ouvido de realidade virtual como se estivesse a bordo e será capaz de gerenciar várias naves simultaneamente.



Grandes players se posicionaram neste mercado, entre eles o fabricante de motores Rolls-Royce, que investiu 6,6 milhões de euros neste mercado. Obviamente surgem dúvidas sobre a segurança destes navios em caso de avaria ou mesmo sobre os riscos de hackeamento desta tecnologia.



Adicione um comentário do Navios de carga não tripulados pilotados em realidade virtual chegarão em breve
Comentário enviado com sucesso! Vamos analisá-lo nas próximas horas.